Um episódio bastante lamentável aconteceu na Arena no último domingo. Torcedores que estavam no quarto anel foram obrigados a retirar as faixas de apoio ao clube que levavam ao estádio desde o ano passado. Mesmo após retirá-las, os seguranças pediram que uma ocorrência fosse registrada e que elas deveriam ser confiscadas. Os torcedores se negaram a sair pois tinham pagado pra ver o jogo e só iriam após o apito final. É óbvio que deu confusão. Todos ficaram tensos, teve ofensas pra todos os lados e ação desnecessária dos ‘seguranças’ da Epavi, empresa contratada pela Arena. Um torcedor foi levado pela BM e o relato é de tortura, coisa que deveriam fazer com bandidos, não com quem “errou ao levar uma faixa”.

Falei com as pessoas que comandam o estádio e recebi que existe um novo acordo com o Ministério Público que simplesmente veta qualquer faixa naquele local. Não importa o conteúdo. Por isso a ação para a retirada. (me pergunto o que a faixa poderia fazer para atrapalhar o nada competente Ministério Público, mas ok. Vamos lá).

Importante registrar a pouca competência também da gestão do estádio, que não impediu que as faixas entrassem. Se era pra barrar, faz isso na revista de entrada. Nada teria acontecido.

Por fim, que falta de capacidade profissional destes “seguranças” da Epavi heim? Pouco preparo é o mínimo. Quem acompanha o blog sabe que eu quase sempre me posiciono contra torcidas que brigam ou criam confusões. Mas neste caso ficou muito claro que os caras estavam querendo ver um jogo de futebol, nada mais. Não tinha ninguém oferecendo risco ali. Foi muita incompetência trabalhando junto.

Ainda espero um posicionamento forte da gestão da Arena sobre isso…