A direção do Internacional confirmou que teve que acionar uma cláusula contratual para obrigar o retorno do zagueiro Thales pro clube. Em um primeiro momento, o presidente do CSA não se mostrou favorável ao retorno, mas não teve escolha diante do pedido.

Em nota, os colorados agradeceram o clube alagoano, que está em numa fase decisiva para conquistar o acesso para a Série B, mas vamos combinar que o Inter não teve escolha.

Como seu contrato tem duração de apenas mais um ano, encerra em novembro de 2018, Thales vê no retorno a grande oportunidade da carreira. Ele precisa mostrar um bom serviço aqui, mesmo que com poucas chances de ser titular, para convencer a diretoria a renovar.

Filho do Sandro, um dos seguranças do Inter,que estão sempre em contato conosco da imprensa, Thales rodou por São José, Cerâmica, veio pra base em 2010, foi colocado no grupo principal por Abel em 2014, mas não ganhou chances. Após empréstimos pro Bahia e Atlético-GO, conseguiu seu destaque no CSA.

Aos 24 anos, está no melhor momento da carreira.

Foto: Alexandre Lops/Inter