No Bola da Vez, da ESPN, Alexandre Kalil, ex-presidente do Atlético-MG, se defende dizendo que, na sua gestão, pagou o que deveria ao Grêmio pelo goleiro Victor. E que agora, Daniel Nepomuceno presidente atual do Galo é que não paga o restante.

“Esse negócio de não pagou, eu paguei. A metade do Victor, paguei à vista. E parcelei um pedaço. Passei a dívida do Tardelli também, que o presidente deve ter pago o Tardelli. O Grêmio deve o Atlético-MG. Eu peguei o Tardelli do Flamengo porque tinha uma dívida do Bruno. O futebol brasileiro funciona assim. Então, não tem negócio de não pagou não. Deixei o Atlético-MG arrumado, organizado e com taça lá dentro. O Victor foi pago sim, foi dividido e o Grêmio entrou na justiça dois anos e meio depois que eu saí do Atlético. Alto lá.”

O valor referente a dívida está trancado em uma conta judicial aqui no Banrisul e a jurídico do Grêmio tenta acessar.

Foto: Reprodução