A direção do Internacional explica que não irá reformular todo o elenco como fez nesta temporada. Um grande percentual dos jogadores atuais vai continuar pra 2018. A projeção é contratar pouco, trazer jogadores pro time titular e um ou outro reserva. Ninguém fala em número, mas eu me surpreenderia se o Inter contratar mais do que 5 jogadores no começo do ano que vem. Vamos analisar elas: 

  1. Um novo centroavante, estilo Damião, rompedor, será buscado. Melo confirmou isso. 
  2. Um lateral-direito está na lista. Só tem Winck. Alemão é uma interrogação. E seu empréstimo encerra em dezembro.
  3. E aí entram as situações pontuais. Se Dourado for vendido, o que é o sonho da direção para poder pagar as contas, um primeiro volante vai ser buscado. 
  4. Uma outra situação avaliada será a ala esquerda. Iago vem sendo elogiado e está sendo constantemente avaliado por Guto para saber se está pronto para substituir Uendel quando for preciso.
  5. Por fim, mesmo com Klaus e Cuesta de titulares, não dá pra descartar mais um zagueiro. Ortiz não tá pronto, o 2017 do Ernando foi pra esquecer e só agora que o Danilo Silva começou a ter sequência. 

Em tempo: atletas como Carlos, Carlinhos e Gutiérrez não vão permanecer. Isso já está praticamente certo. 

Foto: Ricardo Duarte/Inter