Kannemann comparou o ambiente aqui no Grêmio com o que ele vivia nos tempos de San Lorenzo, quando foi campeão da Libertadores. Nem todos eram amigos no time argentino, mas todos corriam pelo companheiro. E isso acontece aqui do mesmo jeito. Os boleiros se ajudam.

Recentemente, tive a oportunidade de assistir as entrevistas de Michel, Paulo Victor, Cristian e Fernandinho no YouTube do Grêmio. E todos destacam a mesma coisa, que os boleiros formaram um grupo que se ajuda muito por aqui.

Lembra quando roubaram o carro do Kannemann? O capitão Maicon foi lá ajudar.

Agora, quando pegou fogo na casa do garoto Jean Pyerre, praticamente todo o elenco de folga, mas Barrios ligou pro menino e tratou de auxiliar. Isso que o guri tá treinando há poucos dias com os profissionais.

Ontem, no rachão, esse time aí venceu por 8 a 1 e claro que teve festa até não querer mais. Os caras se dão muito bem pela Arena:

Foto: Lucas Uebel/Grêmio