Renato finalmente foi lúcido na sua entrevista coletiva. Não quis ludibriar a imprensa ou o torcedor. Falou o óbvio, que todo mundo vê. Sem discurso externo pra dizer que tá tudo bem, quando todo mundo vê que não está. Vamos aos fatos admitidos por ele:

Confirmou que seus jogadores já estão pensando no dia 25 e, por isso, terá uma conversa com o grupo nesta sexta-feira para trocar ideia com eles porque está em um dilema: os caras precisam de ritmo, mas não estão motivados para jogar o Brasileirão. Ou seja, Renato vai cobrar geral.

Acredita que o seu time não está marcando gols porque deixou de criar jogadas. O fato de perder jogadores importantes ocasionou isso.

Confirmou que teve uma queda grande em todos os sentidos, não apenas deixou de fazer gols, mas defesa, meio e ataque estão deixando a desejar.

Acredita que os jogadores terão “outra cabeça” na Libertadores. Mas não adianta entrar em campo no Brasileirão “sem se expor” como eles estão fazendo. Renato deixou claro, nítido e transparente que tá todo mundo tirando o pé.

Finalmente, assumiu que não tem como buscar o título do Campeonato Brasileiro, mas lembrou que é preciso garantir uma vaga na Libertadores.

Por fim, um dos mais importantes: não garantiu que o Grêmio vai voltar a jogar o futebol que encantou o Brasil. Vai é buscar o resultado. Não esperem que o Grêmio vai jogar bonito, não vai. Tem tem como fazer isso com tantos jogadores voltando de lesão. Vai é brigar pela classificação de qualquer jeito.