Guto considera Roberson um jogador muito técnico. E, quando chegou no Inter, notou que essa técnica fazia com que ele não tivesse intensidade no jogos, não brigava por todas as bolas como deveria.

Aos poucos, o treinador acredita que conseguiu ajudá-lo a “brigar mais”. Deu certo, tanto que ele será titular contra o Ceará.

Por já ter jogado como meia, ter muita visão de jogo, seu passe é qualificado. Mesmo assim, ainda consegue fazer o pivô. E isso o credencia para substituir Damião.

Mas uma situação que precisa ser ajustada ainda é que ele é um atacante que dá a assistência, precisa ter o que o treinador chamou de “ganância” pelo gol. Ser mais finalizador.

Foto: Ricardo Duarte/Inter