O repórter Rodrigo Oliveira informou na Rádio Gaúcha que, internamento, a avaliação é que Nico López se destacou no Nacional-URU porque jogava em um esquema que não é mais utilizado no Brasil.

Lá, atuava num 4-4-2, com um centroavante fixo na área e livre para ser o segundo atacante, sem a menor obrigação de ajudar na marcação.

Como Guto usa o 4-1-4-1 e já se viu que ele não é centroavante, a saída foi colocá-lo nas pontas. E quem joga por ali, precisa auxiliar o lateral. Por isso, o gringo ainda tem alguma dificuldade em cumprir essa função tática.

Mesmo assim, os números colocam Nico como o artilheiro colorado na temporada com 15 gols marcados. D’Alessandro e Pottker com 8 e Damião com 6, são os principais marcadores.

Foto: Ricardo Duarte/Inter